sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O BATISMO É UM MERGULHO NA GRAÇA DE DEUS

abrir a imagem
1 – Acolhida:
Hoje vamos aprender a valorizar o batismo como o sacramento fonte da vida cristã e comunitária.
2 – Do que vamos precisar
Água, óleo, vela, lembranças e fotos do batismo. Cartaz com o desenho de uma porta e a frase: “Batismo é a entrada”;
3 – Oração Inicial
Jesus nos ilumine durante este encontro, afim de que possamos agir de acordo com as reflexões que faremos de sua palavra. Amém.
4 – A realidade
DINÂMICA:
Material:
Bonequinhos de papel ofício branco, com um palitinho colado nas costas.                                            
Uma ou duas gotas de Povidine misturada a meio copo com água
Meio copo com água sanitária misturada a meio copo com água pura.                                                                                                                                                           Esses materias podem ficar arrumados e disponíveis em cima de uma mesinha previamente preparada. Se não tiver disponível o Povidine, você poderá utilizar anelina vermelha (Preferível neste caso, o Povidine)                                                                                                                   Converse com eles sobre os Sacramentos... Sobre as graças de Deus que chegam até nós. Fale que o Batismo é muito importante para a nossa vida, pois ele nos "limpa" do pecado. Seja criativo. Utilize métodos como fantoches para contar a história do pecado original. Fale da Criação do Homem e da Mulher... Depois peça para que eles peguem seus bonequinhos e mergulhem na porção misturada com água e Povidine e depois na porção de água com água sanitária. Faça tudo bem devagar. Explique com paciência. E termine dizendo que uma vez marcados pelo Batismo, para sempre marcados pelo Amor de Deus em nossas vidas!
Você já foi a algum batismo? Você consegue lembrar o que acontece durante o batismo.
Vimos em um encontro passado que Jesus foi batizado. Qual de vocês lembra o que significa a palavra batizar? E como foi o batizado de Jesus? Por quem ele foi batizado? Em que local ele foi batizado?
Naquela época o batismo era uma maneira de a pessoa purificar-se e comprometer-se com uma mensagem. Por exemplo: João batista anunciava uma mensagem de mudança. O povo escutava e João perguntava: “Vocês concordam e assumem?” – “Sim!” – “Então, venham e deixem-se batizar!”. Assim, deixando-se batizar por João, o povo se comprometia com a mensagem dele. Por isso Jesus saiu de Nazaré, foi até o Jordão e entrou na fila do batismo e pediu para ser batizado. Nossos pais, quando decidiram pelo nosso Batismo, escolheram o melhor para nós. Todo batizado deve crescer no caminho da fé em Jesus, por isso estamos na catequese para conhecer e amar mais a Jesus Cristo.
5 - Aclamação do evangelho
(Canto de aclamação)
Evangelho (Lucas 3,15-16.21-22)
— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, o povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”.
Quando todo o povo estava sendo batizado, Jesus também recebeu o batismo. E, enquanto rezava, o céu se abriu e o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma visível, como pomba. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”.
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Perguntas:
Vamos agora destacar as frases que achamos mais importantes. Aquela que te chamou a atenção.
1 – Que é que João dizia para quem pensava que ele era o
Cristo?
2 – O que João usava para realizar o batismo?
3 – Segundo João, com o que iria batizar o Cristo?
4 – Que aconteceu quando Jesus foi batizado?
5 – De quem era o voz que veio do céu e o que disse?

6 – Para entender melhor
O Batismo é a porta de entrada da vida cristã. É o fundamento da vida de seguimento de Cristo e abre a porta para todos os outros sacramentos. Quando João Batista batizou Jesus, no Rio Jordão, o céu se abriu e ouviu-se a voz de Deus dizendo: “Este é meu filho amado, que muito me agrada.” (MT 3,16-17). Podemos dizer que, após o batismo, Jesus começou sua missão na terra. Nós também, com o batismo, comprometemo-nos a fazer o que Jesus fez e ensinou: anunciar o Reino de Deus. Com o batismo, iniciamos uma nova vida e tornamo-nos filhos queridos de Deus, assim como Jesus.
Batizar – quer dizer “mergulhar”. Mergulhado (batizado) na morte para a salvação do mundo (CIC 1225). Jesus deu-nos o Batismo no Espírito, a fim de que todos os homens possam renascer da água e do Espírito para entrar no Reino de Deus (JO 3, 5). Os ministros ordinários do Batismo são o bispo, o sacerdote ou o diácono. Em caso de necessidade grave, qualquer pessoa, mesmo não estando batizada, pode administrá-la, desde que queira fazer o que faz a Igreja (CIC 1256). Só se batiza uma única vez.

O Batismo é o sacramento da fé. O Batismo é como uma semente que se planta, mas, que ao longo dos tempos, deve ser cultivada para que cresça e produza. Caso contrário, de nada adianta. Assim também é a semente do Batismo: se não for cultivada no dia a dia na oração, na fé, na participação, na vivência em Deus, será uma semente choca, não germinada. É por isso que a Igreja celebra cada ano, na noite pascal, a renovação das promessas batismais. A preparação para o Batismo leva apenas ao começo da vida nova. O Batismo é a fonte da vida nova em Cristo, fonte esta da qual brota toda a vida cristã (CIC 1254). Todas as pessoas batizadas são chamadas para a missão. Pelo batismo somos sepultados (mergulhados na fonte) com Cristo e na sua morte, ressuscitados, plenos de vida (RM 6, 1–11).

Para que a graça do Batismo possa desenvolver-se, é importante a ajuda dos pais. “Este é também o papel do padrinho e da madrinha, que devem ser cristãos firme, capazes e prontos para ajudar o novo batizado na sua caminhada na vida cristã” (CIC 1255). Mas esse papel nem sempre é compreendido, há muita gente que pensa que os padrinhos são para dar presentes e dinheiro. Sua missão é mais espiritual, por isso a Igreja exige que sejam batizados, crismados, já tenham feito a 1ª Eucaristia e seja de fato gente de Igreja. Muitas pessoas afirmam que não se devem batizar crianças, porque elas não têm o uso da razão. A Igreja católica tem uma tradição diferente de outras igrejas, desde os primeiro séculos foi costume batizar crianças, este costume está em perfeita harmonia com a Bíblia. Em toda a Escritura vemos como a fé dos pais santifica os filhos, mesmo crianças. O menino Samuel foi santificado, aos 03 anos de idade, pela fé profunda de seus pais Élcana e Ana (1 SM 1, 19–28). O mesmo aconteceu com João Batista, santificado antes do nascimento pela presença de Maria (LC 1, 41 – 44). Por esses dados de fundamentação bíblica, podemos ver que não é preciso esperar que a criança chegue à idade adulta e tenha o uso da razão, para ser batizado. A fé dos pais é suficiente para que toda a família receba a graça de Deus. Se os pais são responsáveis perante Deus pelo sustento, proteção, educação, amparo, etc... de seus filhos, quanto mais seriam pelo bem espiritual.

Vamos desfazer algumas confusões:
Sem o batismo a criança não é filha de Deus.
Falso. Toda criança, por ser criada por Deus, já e sua filha.
Criança não batizada fica doente facilmente.
Falso. Batismo não é remédio. Criança batizada pode ficar doente como qualquer outra.
Criança que não é batizada vira alma penada ou fantasma.
Falso. Deus não deixaria de salvar uma criança só porque não é batizada.
É preciso batizar para ter padrinhos.
Não é bem assim. Padrinhos não servem só para dar presentes. Os padrinhos assumem o compromisso de ajudar os pais na educação da fé.
7 – Como acontece um batizado:
Faz-se o sinal da cruz na fronte da criança.
Unge-se o peito da criança com óleo.
Bênção da água, que significa purificação, vida nova.
Pais e padrinhos renovam seu compromisso de viver como cristãos.
Derrama-se água na cabeça da criança e sei diz? (nome), eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
A testa da criança é ungida com o óleo da Crisma, sinal da fora do Espírito Santo.
Entrega-se a vela, luz do Cristo, para os pais e padrinhos.
8 – Símbolos do Batismo:
Sinal da Cruz: é traçado no peito e na testa da pessoa, para significar que pelo batismo, ela participa da morte e ressurreição libertadora de Cristo. Ela vai viver a Boa Nova de Jesus preparando-se para enfrentar a perseguição e o sofrimento que poderão vir.
Água: significa purificação e fonte de vida. Ninguém pode viver sem água.
Vela acesa: significa a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos. É sinal da presença do Espírito na vida da pessoa.
Óleo: se uma gota de óleo cair na roupa logo se espalha no tecido. O Espírito de Cristo deve penetrar na vida do cristão e fortalecê-lo na luta contra as forças do mal. Como o óleo penetra na pele da criança, assim Cristo penetra na vida da pessoa.
Veste Branca: símbolo de que o cristão foi revestido de Cristo. Veste de graça.
9 - Meu compromisso:
Contar em casa o que você aprendeu hoje  sobre o Batismo e perguntar a seu pais quando, como e onde foi o seu batizado.
Rezar pelos seus padrinhos, visitá-los ou telefonar-lhes.
10 - Vamos rezar
Cada criança apresenta um símbolo do batismo e todos repetem:

















 
Catequista: Rezemos, de mãos dadas, o Pai-Nosso, sentindo que somos filhos amados de Deus e irmãos uns dos outros.
PARA CANTAR E REZAR
És Água Viva
Composição: Padre Zezinho
Eu te peço desta água que tu tens
És água viva meu senhor
Tenho sede, tenho fome de amor
E acredito desta fonte de onde vens
Vens de Deus, estás em Deus, também és Deus e Deus contigo faz um só
Eu, porém, que vim da Terra e volto ao pó quero viver
eternamente ao lado Teu
És água viva, És vida nova e todo dia me batizas outras vez
Me fazes renascer, me fazes reviver e quero água desta fonte de
onde vens

Fontes
Convidados para a Ceia (Diocese de Caxias do Sul – Ed. Paulinas)
A mesa do pão -  Leomar  A. Brustolin – Paulinas
Segundo Livro do Catequizando – Irmã Mary Donzelini  - Paulus
Site catequisar

Um comentário:

  1. Eu acheiii muitoo legal essa história que hj nós temos com a clase do batismo!!E foii muitoo interresante não só pra nós mais sim pra todos !!!

    ResponderExcluir